"Como é triste a tristeza mendigando um sorriso" *

Imagem reproduzida do site Jornal GGN
Por Raulino Júnior

As tecnologias da informação e da comunicação trouxeram vários benefícios para a vida do homem. Hoje em dia, é possível conhecer gente, ler livros, pagar contas e fazer de um tudo apenas com um clique. Isso é o máximo! Contudo, essa mesma humanidade que é beneficiada, não sabe aproveitar o que tem e se apega a coisas do tamanho de um byte para viver nessa era de revolução tecnológica.

Não é muito difícil constatar que o "estar" é melhor que o "postar"; que "viver" é melhor que "filmar", fazendo uma releitura de um dos versos mais famosos do saudoso Belchior. E já que estou na seara da música, o título deste texto sintetiza muito bem o que o motivou. É muito triste ver "amigos" te tratando com indiferença apenas porque você não curtiu uma publicação deles ou não visualizou uns stories. Que é isso, minha gente?! Estamos na era em que a "amizade" é mensurada por curtidas e visualizações?! É isso mesmo?! Aí, a pessoa se zanga e ignora a vida on e off-line de quem não curtiu, não reagiu, não comentou e não visualizou uma publicação. É sério isso?! Eu penso que a vida é muito mais do que likes e afins. No final disso tudo, a gente vai olhar pra trás e perceber o quanto a nossa imbecilidade limitou a nossa forma de viver e de estar no mundo.

Amizades verdadeiras, e aqui eu recorro a um clichê, se sobrepõem ao tempo. Não é necessário "seguir" um amigo para demonstrar o quanto aquela amizade é importante e significativa para você. Quantos amigos não se veem com frequência, mas, quando se encontram, sabem que o laço amistoso se mantém vivo como sempre esteve? Estamos na era da idiotia com atestado. A era líquida, como postulou Bauman. O carinho está sendo substituído por números que, no final das contas, não querem dizer nada. A vida é muito mais do que um evento organizado pelo Facebook ou um story no Instagram. Vamos amadurecer! Esse processo é tão simples que não precisa de likes nem internet. Olha que maravilha!

Não vale a pena concentrar energia nessas coisas, gente! A vida é muito mais do que isso! Muito mais! É saber que os amigos estão bem! É encontrar na rua, dar um abraço e falar: "Estava com saudades!". Dizem que a vida é a arte do encontro, e é mesmo! Like nenhum vai substituir isso. Muito menos um story. Porque, por mais que seja uma realidade a intermediação das redes nas relações de hoje, nada se compara à presença presente (redundância convicta!), que é, entre pessoas que se gostam de verdade, cheia de calor, de carinho e de afeto. Vamos nos apegar ao que realmente importa, ao que não é fluido e não desmancha no ar feito bola de sabão. Comecei com música e encerro com música: "Sofrer com tanta angústia/Por coisas tão pequenas/Gastar essa energia/Assim não vale a pena" **. Vamos fazer a vida valer a pena! Eu acredito que você seja capaz disso! Curtiu?! 😂😂😂
______

*: verso da música Sinônimos, de César Augusto, Cláudio Noam e Paulo Sérgio. Veja o vídeo:


**: versos da música À noite sonhei contigo, de Kevin Johansen. 
Veja o vídeo:

Postar um comentário

0 Comentários